Saí à rua

Saí à rua. Chovia.
No passeio, lentamente,
uma jovem promitente,
caminhava em agonia.

– Ev’rything’s awright, luv?
– I’ll be fine, thanks!,
disse sustendo as lágrimas,
sorrindo-me o mais que pôde.

 

(Súbito, um raio de sol fulgira,
madrugada, em London Road)

[Luís Eusébio]

3 thoughts on “Saí à rua

  1. PortoCroft

    Naco de miúda bera, meu ‘post it’ mai’lindo,

    Ando preocupado. Aproxima-se o grande final…!!!

Comments are closed.